Diário Cinema

Hércules ganhará live-action com direção de Guy Ritchie, de Aladdin

Longa será produzido pela ABGO, a produtora dos irmãos Russo, de 'Vingadores: Ultimato'.

Anthony e Joe Russo revelam que produção não será 100% fiel à animação e que pode ser o início de uma franquia de dez anos
Anthony e Joe Russo revelam que produção não será 100% fiel à animação e que pode ser o início de uma franquia de dez anos
Carol Souza
PorCarol Souza

Apesar das críticas mistas, a parceria com Guy Ritchie rendeu à Disney uma bilheteria global de US$ 1 bilhão com seu remake live-action de “Aladdin”, então, naturalmente, a House of Mouse retoma a fórmula e nesta semana anuncia o diretor como responsável pela próxima adaptação cinematográfica em live-action do estúdio: “Hércules”, de 1997.

Conforme informações divulgadas pelo portal Deadline neste final de semana, o filme será produzido pela ABGO, a produtora dirigida pelos irmãos Russo, de “Vingadores: Ultimato”, e o estúdio está contratando roteiristas para trabalhar em um primeiro rascunho escrito por David Callaham de “Mulher-Maravilha 1984” e “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”.

A animação original de “Hércules” apresentava Tate Donovan dublando o papel homônimo ao lado do vilão da vida real James Woods, Hades. Na época, a produção foi considerada uma decepção de bilheteria, ficando muito aquém dos blockbusters anteriores da Disney, como “Pocahontas” e o clássico “O Rei Leão”, arrecadando cerca de US$ 99 milhões nos EUA e pouco mais de US$ 250 milhões em todo o mundo.

Guy Ritchie será o diretor da adaptação live-action de Hércules. Foto: Reprodução/Instagram
Guy Ritchie será o diretor da adaptação live-action de Hércules. Foto: Reprodução/Instagram
Guy Ritchie será o diretor da adaptação live-action de Hércules. Foto: Reprodução/Instagram

Apesar das arrecadações abaixo do esperado pelo estúdio, a Disney deu continuidade ao longa com “Hercules: The Animated Series” de 1998 e “Hercules: Zero to Hero”, lançado um ano depois.

Para o live-action aparentemente teremos algo parecido. Ainda em fevereiro Joe Russo disse que a produção pode ser o início de uma franquia de filmes que pode durar dez anos. “O roteiro vai chegar em uma semana. Levamos muito tempo e nos importamos com ele. É um filme que foi muito importante para mim e meus filhos, algo que eles assistiram quando eram jovens, e então nós temos uma forte conexão emocional com isso. Nossa intenção é olhar para tudo o que fazemos e pensar sobre como podemos construí-lo, o que você pode fazer com isso que o expande, oferece diferentes oportunidades para contar histórias nele”, disse ele durante uma entrevista ao podcast “Lights, Camera, Barstool”.

“Nós estamos fazendo o mesmo exercício com Hércules, podemos construir isso, podemos construir um mundo a partir disso e que se estenda além e seria atraente, e acho que é isso que o público deseja, certo? Eles querem ver algo muito legal que eles queiram se perder nisso por uma década, então essa é a nossa missão, é proporcionar a eles essa experiência. Ainda é cedo!", completou.

Já Anthony aconselhou o espectador a esperar o inesperado, revelando que o longa não deve ser 100% fiel à animação. "Acho que você sempre tem que trazer algo novo para a mesa porque, de nossa perspectiva como contadores de histórias, não é convincente para nós fazermos uma tradução literal. Já fizemos isso com nossos filmes da Marvel. Não fazemos traduções literais dos quadrinhos, porque achamos que se você quiser essa história, pode ir lê-la. Vamos dar-lhe uma história diferente", disse.

Ritchie recentemente gravou um thriller de ação ainda sem título estrelado por Jake Gyllenhaal depois de escrever e dirigir “Operation Fortune: Ruse de Guerre” com seu colaborador de longa data Jason Statham.

ComentáriosO que você achou?
Últimas